ONLINE
10
Menu
Começar Pontos Academia Curso Prognósticos    Análises    Pesquisar Prognósticos Estatísticas de Futebol Estatísticas de Tênis Estatísticas de Basquete Estatísticas de MotorSports Artigos Promoções Concursos Fórum

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site in english Go to Betting Academy
           

Desastres aéreos que empobreceram o futebol mundial


Desastres aéreos que empobreceram o futebol mundial

A lista de acidentes aéreos com equipes de futebol aumenta.

O último, bem recente, aconteceu na Colômbia com a equipe brasileira Chapecoense a bordo.

81 pessoas ocupavam o avião que descolou da Bolívia, na madrugada de 29 de Novembro de 2016. A comitiva da Chapecoense fazia esta ligação aérea de 8 horas para disputar a primeira partida da final da Copa Sul Americana, contra o Atlético Nacional. Foram 76 as vítimas mortais, que se juntam assim às mortes registadas nos acidentes de aviação com clubes de futebol.

Ora vejamos. Antes desta triste notícia que chocou o Brasil, assim como o mundo do futebol, um avião da Força Aérea da Zâmbia que se dirigia para o Senegal caiu no mar pouco depois, também, de uma escala técnica no Gabão. Contabilizaram-se 30 mortos, dos quais jogadores e técnicos da seleção de futebol. Isto há 23 anos, em 1993.

No entanto, o primeiro acidente da história da aviação com equipes de futebol aconteceu a 4 de maio de 1949, nos céus de Itália. Depois de um jogo amigável com o Benfica, o avião do "Grande Torino", saía de Lisboa com destino à cidade de Turim. Mas nuvens negras, trovoada e vento forte ditaram o desfecho desta rota. No total foram 31 pessoas que se despenharam sobre o campanário da Basílica de Sperga.

O que se seguiu, envolveu Manchester United. O voo BE609, da empresa britânica British European Airways, despenhou-se numa tempestade de neve quando tentava descolar pela terceira vez do aeroporto de Munique. Supõe-se que uma camada de neve derretida na pista tenha causado a desaceleração da aeronave e, consequentemente, a incapacidade da mesma levantar voo.

Após dois anos e já nos anos 60, um acidente aéreo volta a atormentar o mundo da bola. Também numa descolagem, oito jogadores da seleção nacional da Dinamarca morreram no aeroporto de Kastrup, em Copenhaga.

Contudo, não ficou por aqui. Estenderam-se para três os pesadelos que marcaram a trágica década de 60. Um em Abril de 1961 e outro em Setembro de 1969. No total ascendeu a uma centena de vítimas, dos quais estiveram incluídos elementos da equipe Green Cross do Chile e da equipe de futebol da Bolívia, The Strongest.

Seguiram-se mais três aparatosos acidentes entre 1979 e 1989. 17 jogadores da equipe do Uzbequistão, 16 do Club Alianza de Lima e 15 futebolistas holandeses originários da antiga colónia da Holanda morreram, fazendo parte desta cronologia dos maiores acidentes aéreos com equipas de futebol.

Até hoje, 2016. Ou melhor, 29 de Novembro de 2016. Dia em que mais uma equipa de futebol é destroçada por um voo aparentemente inofensivo.

Partilhar "Desastres aéreos que empobreceram o futebol mundial" via:

Enviar comentário

Comentários (0)

Procurar