ONLINE
27
Menu
Começar Pontos Academia Curso Prognósticos    Análises    Pesquisar Prognósticos Estatísticas de Futebol Estatísticas de Tênis Estatísticas de Basquete Estatísticas de MotorSports Artigos Promoções Concursos Fórum

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site in english Go to Betting Academy
           

Variância. Desvio Padrão. CURVA.


Variância. Desvio Padrão. CURVA.

Talvez seja sobre o desvio que fazemos em relação aos nossos objetivos. Algo não planejado. O que podemos entender é que nenhum caminho na vida é em linha reta. Em toda a estrada tem curvas.

Nos investimentos, essa curva lhe oferece oportunidade de traçar uma nova estratégia e refazer sua gestão.

Às vezes ao estar em algum lugar você sente que não era para estar ali. Sente que aquilo não era para estar acontecendo. Existe algo muito errado em tudo isso. Rola um lance espiritual, uma sensitividade, algo que alguém cético como eu não deveria comentar com você.

Às vezes você está cercado por pessoas que não lhe acrescentam, fazendo coisas que em um futuro próximo não significarão nada. Talvez você se sinta incompleto. Talvez passe pela sua mente, que não era para você estar vivendo aquilo. Não aquele exato momento, não com aquelas pessoas. Assim como o fato de se sentir sozinho em meio a uma multidão. A solidão não é um estado: é um sentimento. Você sente a presença dela. Sente o seu gosto, seu cheiro. A solidão deixa marcas. Cicatrizes. Um rastro.

Você pode estar sozinho e não se sentir sozinho. E pode estar rodeado por pessoas – amigos, familiares – e ainda assim sentir-se ilhado do mundo. Falta uma conexão. Tudo está errado dentro de você. Tem algo quebrado. Existe um desvio em seu caminho. Você não sabe como tem esse conhecimento, mas apenas sabe. No fundo você tem a esperança de encontrar em alguém ou em algo esse vínculo. De reencontrar o caminho. De conseguir se conectar. Procuramos por essa conexão a vida toda. Posso dizer que passei a vida inteira me sentindo sozinho. Hoje não mais. 

Por conhecer muito bem tudo isso, sinto no fundo do peito cada palavra descrita. Sei que todos precisamos desse desvio. É uma forma da vida nos ensinar algo. Ao menos, eu penso assim. Se não fosse o período vivendo nessa curva, eu não saberia o valor de estar no caminho "certo" outra vez. E por qual motivo chamar isso de caminho certo? Você apenas sente. Sente que está vivendo algo bom. Algo que lhe completa. Algo que você não quer perder. Algo que não é vazio. Não que existam coisas certas e erradas nas situações que você escolhe para viver em sua vida. Mas enquanto estamos no desvio, estamos perdendo algo. E sentimos isso. No fundo sabemos. Às vezes, só não queremos encarar.

Podemos estar perdendo tempo, o que é muito precioso quando falamos da vida. Podemos perder dinheiro, algo grave quando falamos de apostas ou qualquer investimento. Talvez você não tenha entendido a profundidade disso, mas vou tentar colocar da melhor forma possível para você. 

Imagine uma folha de papel em branco. Mentalmente desenhe a letra "A" em algum lugar desta folha. Depois dê um espaço superior a 15 centímetros de distância e desenhe em qualquer outro lugar desta folha, onde quiser, a letra "B".

Agora observe que diante de você existem dois pontos. Ponto "A" e ponto "B". Mentalmente, mais uma vez, pegue uma régua e alinhe esses dois pontos e trace uma reta.

O resultado disso será a menor distância entre esses dois pontos, ou seja, a reta. Isso está correto? Sim, de acordo com a geometria Euclidiana. Mas e se colocássemos uns obstáculos bem no meio do caminho entre esses dois pontos? Obrigaríamos qualquer "ser" que se aventurar por esse caminho, a fazer um desvio. Agora, mentalmente dobre está folha ao meio. Em ambos os exemplos, a linha reta já não é a menor distância e nem a mais rápida entre esses dois pontos. Agora, dando seguimento a este pensamento, e se falássemos de átomos? A partícula fundamental da matéria. Sabia que a trajetória de um átomo é CURVA? Uma vez que se viajassem em linha reta, seriam menos ágeis... Existe algo poético nisso.

Talvez seja sobre o desvio que fazemos em relação aos nossos objetivos. Algo não planejado. Algo que a vida conspira para que aconteça. E que por algum motivo teve que acontecer. O que podemos entender é que nenhum caminho na vida é em linha reta. Em toda a estrada tem curvas. E precisamos trilhar esse caminho para chegar onde queremos chegar.

Muitos entendem este desvio como variância. Jogadores de poker costumam usar esse termo a todo instante, às vezes de uma forma muito equivocada. Pois para a matemática, essa curva, tem o nome de desvio padrão. O desvio padrão é a medida mais usada da dispersão estatística. Ele mostra o quanto cada elemento de uma distribuição, desviou ou variou em relação a um valor central, média ou melhor, em relação ao valor esperado.

Para que isso nos serve?
 

Saber o quanto estamos desviando do caminho do lucro em um investimento é algo importante para manter uma boa gestão e traçar novas estratégias. Pois com os números vistos e revistos, podemos ter uma base de como iremos nos sair em uma próxima temporada.

Existe uma discussão enorme sobre o ciclo desses fatos, porém essa discussão envolve mais amadores que profissionais do ramo. Como teórico e profissional do meio, tenho a minha opinião e a minha própria teoria. Mas não iremos levantar, em um todo, esta discussão agora.

Discussão que falaria sobre a projeção dos números de uma temporada. Discussão que acabaria no momento que o investidor lembrar o motivo que lhe faz calcular o seu ROI. Muitos negam a possibilidade de prever números futuros e, ao fazer isso, desconsideram o ROI - asneira. Visto que, com base nos números das minhas temporadas passadas, é possível projetar os números da próxima. É apenas estatística, mas para qualquer investidor essa projeção é importante e legítima. Por esse fato que o desvio padrão se torna algo tão importante.

Hoje as apostas ainda são algo novo, consideravelmente recentes no mundo do investimento. Ainda há preconceito para com elas, assim como pouca teoria desenvolvida. Sou um dos poucos teóricos que dá a cara a tapa para discutir sobre tal assunto. Um fato interessante de tudo isso ser tão novo, é que não nomeamos algumas medidas. Já temos em nosso dicionário de apostador algumas palavras que ficam na mente. Algo como "Dropar", por exemplo, que significa largar uma aposta, deixar aquela seleção de aposta de lado ou não efetuar aquela aposta. Temos o termo "badrun", para uma sequência ruim. A palavra "Underdog". E assim como os jogadores de poker, falamos de variância de um modo errado. Devíamos colocar um nome nessa medida; enxergo no nome "Curva" uma forma mais correta de referir-nos a esse termo. Até mesmo pelo motivo que já utilizo esse termo há anos dentro das apostas.

O objetivo aqui neste artigo é colocar para você leitor a importância de entender como funciona este período da "curva", onde estamos naquele desvio mencionado e o aprendizado que podemos extrair dele. Tudo na vida é aprendizado. É uma forma que temos de nos adaptar a essas flutuações futuras.

Tanto na vida quanto no mundo dos investimentos, essa curva nada mais é que recordações e lembranças que irão nos dizer como poderá ser o futuro. De formas diferentes, é claro. Na vida a curva está ali para lhe ensinar a dar valor a certos momentos e situações. Nos investimentos oferece oportunidade de traçar uma nova estratégia e refazer sua gestão. Além de dar-lhe tranquilidade para investir.  O desvio faz parte da trajetória. Por mais que você se sinta mal ou estranho ao cruzar por esse caminho mais árduo, ele só é o que é. Só alguns obstáculos em meio a estrada, uma simples curva sinuosa. Só é preciso ter cuidado ao trilhar por esse caminho.

Não irei me alongar mais neste artigo. A teoria do que seria a curva já foi imposta, agora falta aplicarmos a utilização dessa medida na prática e isso ficará para um próximo artigo.

Um grande abraço a todos!

P.S: Coloquem nos comentários as suas dúvidas que responderei assim que possível. 

 

curva, desvio padrão, obstáculo, variância

Partilhar "Variância. Desvio Padrão. CURVA." via:

Enviar comentário

Comentários (9)

  1. RonnySousa 24 Mar 2016 - 16:39
    Olá Josué,
    Como sempre acho muito interessante seus artigos, conseguimos extrair bons exemplos diante das apostas, minha dúvida é: até que ponto depois de observar números estatísticos puros e frios sobre uma determinada liga, e constatar que o percentual de acerto foi detectado em um mercado específico, quais as chances matemáticas de isso ocorrer novamente numa temporada posterior? pois como você mencionou e pelo que eu entendi, a "curva" é uma maneira de nos adaptarmos a tudo aquilo que encontramos com a experiência vivida, sendo assim digamos que tive um ROI muito bom em determinado mercado, e para a próxima temporada já está no meu radar de apostas, devo então concluir que achei um caminho pra trilhar? ou teremos novas curvas que deverão ser observadas?
    Atenciosamente.
  1. FMR-fabricio 27 Mar 2016 - 09:39
    Grande artigo, o q mais me tocou, EXCELENTE!!!!
  1. Gabriel17 20 Apr 2016 - 03:37
    Belo Artigo, parabéns !
  1. Charlesds7 03 Jun 2016 - 12:24
    Belo Texto
    E me veio na hora exat , estou em um momento nas apostas de oscilação e esse texto me fez entender ser essencial para possivelmente mudar minhas estratégias
  1. Luan Lucio 07 Jun 2016 - 18:24
    Muito bom!
  1. linooxx 05 Nov 2016 - 17:56
    Perfeito.
    Josué tenho você como uma inspiração nesse mundo das apostas e admiro tua iniciativa de ir além da técnica e nos mostrar uma abordagem que incita o crescimento não só de investidor nesse ramo mas investidor de forma geral pois sentir quando mudanças são necessárias,quando a estratégia já não compensa é um conhecimento para a vida. Hoje me divido entre melhorar como trade (assistindo e sentindo os eventos) e uma ou duas técnicas de punter que me ofereça um rendimento consistente no longo prazo e vou monitorando para fazer as mudanças necessárias.
    As minhas questões para você são as seguintes:
    Hoje você atua mais como trader ou punter ?
    Se você possuir uma estratégia punter pode compartilhar conosco?
  1. turollatn 11 Nov 2016 - 12:25
    Olá Josué. Sou Thiago, apostador profissional há 3 anos, e enxergo nos seus artigos, que tive acesso há pouco tempo, muito o que enxerguei sobre as as apostas no início, o que me fez seguir nessa área. Ter acesso aos seus artigos me fez confirmar algumas das minhas acepções sobre o tema, mas também aprender questionando muito minhas teses a partir do que você escreve. E o faz com primazia. Tem o dom das palavras.
    Seria excelente ler um artigo seu com a aplicação prática da Curva, que fica ainda mais visível quando a visualizamos nos nossos gráficos.
  1. cezargeografo 20 Nov 2016 - 18:49
    Parabéns pelo artigo. Muito bom. Precisamos refletir e enxergar nestas "curvas" oportunidades de crescermos sempre. Um abraço!
  1. marcelocj1 22 Nov 2016 - 12:17
    Excelente!!

Procurar

Apostar na Betrally