ONLINE
15
Menu
Começar Pontos Academia Curso Prognósticos    Análises    Pesquisar Prognósticos Estatísticas de Futebol Estatísticas de Tênis Estatísticas de Basquete Estatísticas de MotorSports Artigos Promoções Concursos Fórum

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.
  Visit our site in english Go to Betting Academy
           

A grande influência que o fator mandante/visitante traz para uma partida!


A grande influência que o fator mandante/visitante traz para uma partida!

Uma equipe que vence o campeonato não terá tanta diferença entre a prestação como mandante ou visitante, porque terá de vencer quase todos os seus jogos.

Já uma equipe de meio da tabela vai depender muito da sua prestação em casa, tendo de vencer aí onde tem todas as armas a seu favor.


Quando uma equipe joga como mandante, o seu favoritismo aumenta e isto reflete nas odds (cotas). É muito importante destacar o tamanho da influência que o mando de campo causa em uma partida, sendo assim um fator extremamente importante a se levar em conta no momento de uma aposta.

Neste tutorial nos basearemos em dados do campeonato Brasileiro de 2013.

Cruzeiro

O Cruzeiro foi o campeão, com 76 pontos, conquistando 23 vitórias, 7 empates e 8 derrotas, com um aproveitamento geral de 66.7%. Já na parte dos gols, foram marcados 77 e 37 foram sofridos.

Porém se analisarmos os jogos do Cruzeiro como mandante e como visitante, teremos os seguintes dados:

  • Dos 76 pontos conquistados pela equipe, 45 foram como mandante.
  • Das 23 vitórias, 14 foram como mandante.
  • Dos 77 gols marcados, 47 foram como mandante.
  • Dos 37 gols sofridos, 16 foram como mandante.
  • Das 8 derrotas, 2 foram como mandante.

Apesar de ter melhores números como mandante, a diferença ainda não é tão grande (se comparado os jogos como mandante e visitante) pois o Cruzeiro foi campeão, vencendo a maioria dos seus jogos e consequentemente tendo várias vitórias fora de casa.

Agora iremos analisar equipes que ficaram aproximadamente no meio da tabela, como é o caso do Atlético Mineiro e Coritiba. Iniciaremos com o Coritiba.

Classificação Brasileirão 2013

Imagem retirada da página da competição "Brasileirão Série A 2013".

Coritiba

O Coritiba terminou o campeonato Brasileiro de 2013 na décima primeira posição, com 48 pontos, conquistando 12 vitórias, 12 empates e 14 derrotas, com um aproveitamento geral de 42.1%. A equipe marcou 42 gols e sofreu 45.

Analisando os seus jogos como mandante e visitante temos os seguintes dados:

  • Dos 48 pontos conquistados pela equipe, 35 foram como mandante.
  • Das 12 vitórias, 10 foram como mandante.
  • Dos 42 gols marcados, 29 foram como mandante.
  • Dos 45 gols sofridos, 19 foram como mandante.
  • Das 14 derrotas, 4 foram como mandante.

Aqui já podemos ver uma boa diferença na pontuação do Coritiba, sendo que jogar como mandante foi algo realmente fundamental para a equipe. A informação de que dez de suas doze vitórias aconteceram como mandante, já mostrar que o Coritiba foi totalmente dependente do fator casa.

Atlético Mineiro

Agora iremos ver o Atlético Mineiro, Campeão da Copa Libertadores no ano de 2013.

O Atlético Mineiro terminou a competição na oitava colocação, com 57 pontos, conquistando 15 vitórias, 12 empates e 11 derrotas, com um aproveitamento geral de 50%. A equipe marcou 49 gols e sofreu 38.

Os dados encontrados na análise de seus jogos como mandante e visitante são:

  • Dos 57 pontos conquistados pela equipe, 44 foram como mandante.
  • Das 15 vitórias, 13 foram como mandante.
  • Dos 49 gols marcados, 41 foram como mandante.
  • Dos 38 gols sofridos, 15 foram como mandante.
  • Das 11 derrotas, apenas uma foi como mandante.

O Atlético Mineiro é um grande exemplo de uma equipe que dependeu muito do seu mando de campo. Alguns números são impressionantes como por exemplo o fato de 41 dos 49 gols serem marcados em casa, tendo então marcado somente 8 gols em suas 19 partidas como visitante. Enquanto teve média de 2,1 gols marcados como mandante, enquanto a sua média como visitante foi de 0,4 gol por jogo.

Em resumo:

Com estes números esperamos que o apostador fique com uma visão mais ampla a respeito da tamanha diferença que o mando de campo pode oferecer. Com total certeza, ao longo do campeonato Brasileiro de 2013, muitos apostaram por exemplo no Atlético Mineiro como visitante, ou ao menos no mercado de gols, esperando que a equipe colaborasse para um placar alto. Porém o apostador que fez isto, com certeza teve prejuízo no fim das contas, já que o Atlético venceu somente dois jogos fora de casa e fez somente oito gols.

Quando a equipe joga toda a competição em alto nível, assim como foi o caso do Cruzeiro, é claro que terá muitos pontos e gols como visitante. A situação contrária também existe, no caso de um clube rebaixado ou com poucos pontos, o qual vai ter perdido a maioria dos seus jogos como mandante e também como visitante. Mas a maioria das equipes fazem campeonatos com números mais próximos do Coritiba e Atlético Mineiro, tendo grande vantagem como mandante.

Isto também serve para alguns apostadores, os quais jamais apostam em uma equipe, somente pelo fato de ela estar na décima segunda posição por exemplo, e utilizam o argumento de que a equipe é fraca. Mas o fator casa vai fazer uma imensa diferença, assim como por exemplo o Coritiba, o qual quase foi rebaixado em 2013 (escapando na última rodada e terminando somente a quatro pontos acima da Portuguesa), mas mesmo assim venceu vários jogos em casa, os quais muitas vezes não era nem apontado como favorito.

O conselho é que o apostador pesquise a fundo como a equipe se comporta em casa e também fora de casa. Isto é fundamental para acertar suas apostas e ter uma maior visão a respeito de determinada equipe.

Boas apostas!


estatística, fator casa, mandante, visitante

Partilhar "A grande influência que o fator mandante/visitante traz para uma partida!" via:

Enviar comentário

Comentários (0)

Procurar

Apostar na Betrally